31 de julho de 2013

Angelina Vai às Compras & Guarda Mundo

Para iniciar esse novo semestre com tudo, a Angelina Vai às Compras preparou e selecionou os melhores produtos pra você!
Em parceria com a marca Guarda Mundo nós desenvolvemos lindas bolsas, extremamente exclusivas e que são impossíveis de não se apaixonar!

Criamos uma linha, pensando sempre em nossas clientes, cada um com uma cor diferenciada, com tons que nos alegram e que sofisticam uma mulher, traduzindo para cada bolsa o jeitinho Angelina de ser, vestir e usar!

Você também poderá criar, customizar e personalizar a sua própria bolsa! Imagina que delícia poder brincar com diversas opções de couro, de cores, de tons e escolher o que mais combina com você, o que reflete a sua identidade e quem sabe criar aquela bolsa que você tanto sonhou mas nunca encontrou em lugar algum?! 

A Angelina Vai às Compras quer proporcionar à você produtos exclusivos. As bolsas Guarda Mundo são feitas à mão, costuradas com linhas específicas, enfatizando que cada produto partiu de uma transformação de ideias, nuances e tons que juntos agregam personalidade, garantindo a melhor qualidade, em um design estruturado e sofisticado.

Algumas fotos só para dar o gostinho do "EU QUERO"! 





E ai já escolheu a sua?!

A partir de amanhã abriremos a loja 
normalmente das 08:00h às 18:00h
Não tem desculpa para não vir! 

Rua  Prof. Vahia de Abreu, 653 - Vila Olímpia - São Paulo SP
tel.: (11) 3845-6828

*Produtos disponíveis em nossa loja virtual a partir de 01/08/2013*
http://loja.angelinavaiascompras.com.br/


Feito com carinho,
da Angelina pra você!





Organizar é o primeiro passo!

Férias chegando ao fim, hora de organizar a rotina e vamo que vamo que o segundo semestre tá começando!!!
Hoje fui na Angelina e as meninas estavam a mil por hora preparando novidades e maravilhas para a nova coleção. A loja já está recheada de novidades e olha que é só o começo.
Vendo o corre corre delas, da Camila Abbate e meu, neste finalzinho de mês, fiquei pensando se está todo mundo nesta vibe. Organizar a vida, a casa, os armários, compras, filhos e atividades para dar conta dos próximos meses...

E organização alimentar, vocês já ouviram falar?


No trabalho de consultoria alimentar que eu desenvolvo, este é um dos pilares na construção dos novos saberes sobre alimentação. E por quê? Alimentação precisa ter rotina, isto é, é preciso deixar que uma alimentação saudável se torne um hábito, incorporado a sua rotina. E para isto é necessário planejamento. Par


a ter comida boa, saborosa, funcional, saudável e nutritiva para o corpo, mente e alma COTIDIANAMENTE.  E se a gente não se planeja, organiza, infelizmente a gente não faz... Chegar em casa às dez da noite e ir lavar a salada? Ou descascar a manga?  Fica difícil, né? E  como simplificar?


Montei uma lista com os principais hábitos.
Pessoas organizadas na alimentação...

1.       Montam um cardápio semanal/mensal.

2.       Têm uma lista de compras completa, com todos os produtos e ingredientes utilizados na preparação de suas receitas cotidianas e preferidas. Sempre deixam uma cópia desta lista na porta da geladeira (ou em um lugar de fácil acesso). Elas anotam imediatamente a necessidade de um ingrediente e sempre checam a lista e a despensa antes de saírem para as compras.

3.       Mantém a despensa, geladeira e freezer arrumados. O ideal é manter os produtos agrupados, colocar etiquetas nas prateleiras para manter a organização mais fácil e visível e guardar sempre o produto com data de validade maior atrás, para que os produtos antigos sejam consumidos primeiro, evitando desperdício, contaminação e facilitando tanto na hora de guardar as compras do supermercado, como colocar qualquer coisa de volta no lugar após o uso.

4.       Elas têm horários pré-estabelecidos para as refeições ocorrerem, respeitando as atividades pessoais e familiares. Proporcionam dentro da rotina, horários confortáveis e compatíveis com a duração das refeições, de forma a evitar cafés da manhã tomados no carro e/ou “acelerar” a família para acabar logo o almoço para conseguirem chegar a tempo na escola, por exemplo.

5.       Disponibilizam um local adequado e confortável, próprio para a realização das refeições. Capricham ao arrumarem a mesa, prepararem as travessas e tornarem este momento agradável e satisfatório. E no trabalho? Evitam o tradicional sanduíche na frente do computador...

6.       Não realizam outras atividades durante as refeições. Prestam atenção ao que comem.

7.       Comem devagar. Mantendo atenção na mastigação, que é essencial para uma boa nutrição.

8.       Não pulam refeições e já se renderam às marmitas. Comem um volume reduzido de alimentos várias vezes ao dia, de forma a não exagerar na próxima refeição. Mantém intervalos de 2/3 horas entre as refeições, que são ideais para manter constante o nível de glicemia e a velocidade do metabolismo. Têm sempre opções práticas e saudáveis para os lanchinhos da manhã e da tarde.

9.       Não fazem substituições entre alimentos não adequados para cada refeição. Não oferecem alimentos que não façam parte do cardápio de cada refeição específica também.

10.   Levam sempre com elas uma garrafinha de água, bebendo 100 mL de líquidos a cada meia hora.

11.   Comem de maneira saudável, optando por alimentos mais nutritivos, e não menos calóricos. Contam nutrientes e não calorias.

12.   Se dispõem a experimentar novos sabores, ou darem outra chance a um antigo... estão sempre educando seu paladar !!!!!

Quanto tempo você tem reservado para comprar, preparar e degustar o que irá lhe nutrir ao longo da sua semana? Dedique um tempo a esta questão e você verá os resultados surgirem.
Os posts que escrevo são, para mim, como os encontros que tenho com as famílias e pacientes que atendo. Uma troca de saberes, informações, técnicas e convivência. A cada semana novos assuntos, curiosidades, dicas, buscando e possibilitando novas escolhas e novas relações com o comer.

Hoje fica uma dica estrutural, prática e conceitual. Organizem-se! É o primeiro passo para a reeducação alimentar e todos os passos para a manutenção...


Camila Pedote – consultora alimentar

# 995402656 / camilapedote@hotmail.com

26 de julho de 2013

"Quem Bate?…"


Olá Meninas, tudo bem? Congeladas como eu?
O Post desta semana atrasou porque precisei de 2 dias para descongelar os deditos...
Como nós somos despreparados?!
As construções brasileiras em sua maioria são uma estufa no verão e um gelo no inverno. Eu me incluo nessa leva. 50% culpa minha, que sempre gostei de projetos luminotécnicos e não admitia viver em uma casa sem iluminação planejada; com os pés-direitos cada vez menores, resolvi brigar pelo rebaixo mínimo possível do gesso, para poder embutir minhas lâmpadas cênicas. 50% culpa do Chefe que não quis deixar a infra para o ar-condicionado. Avisei: faça agora ou cale-se para sempre! Depois não vou quebrar tudo!
Ficamos assim, no calor derretemos e no frio, todos juntinhos. Três meses de amor intenso para aquecer a engrenagem.
No Kuwait a população coloca os lençóis na geladeira, aqui infelizmente só se fizermos uma fogueirinha com nossa roupa de cama...
Parem de tremer por um instante.
Há opções para driblar este frio todo. Para os patrícios há sistemas de aquecimento no piso do banheiro, desembaçadores de espelhos, lareiras incríveis e aquecimento central. Para os plebeus temos mantas, aquecedores de passagem, calor humano e uma opção que adoro: encarpetar os banheiros.
Quando era pequena, meu Pai fazia Interiores de barcos e teve a brilhante idéia de reproduzir no banheiro do nosso “apertamento”. Era uma graça, e até hoje penso em reaplicar em algum projeto futuro. Ele era todo branco com as paredes em melamina (Fórmica) e o chão forrado por um carpete azul, removível para manutenção.
Tem gente que não acha nada prático, mas garanto, o esforço vale o conforto.
Andar de manhã no piso gelado não é uma sensação que ameniza muito o meu mau humor matinal, bom e velho companheiro; já desisti de me desvencilhar dele, nasceu uma grande amizade. Tenho a tramela solta, mas depois das 10. Antes, meu silêncio preserva relacionamentos. Sou Flex, de manhã a álcool e à noite, gasolina. Preciso de um tempo para funcionar.
Fora isso, não posso deixar de citar, que esta é uma época do ano muito elegante. Tão elegante que às vezes bate um ventinho mais gelado, as moçoilas correm para seus armários para vestirem seus casacos, botas e tudo mais.
Tenho visto chapéus e boinas lindíssimas, desfilando aqui no setor empresarial da Vila Olímpia. Gostoso de ver!
Cada cachecol e gorro que dão vontade de fazer minha matrícula na Novelaria. Pinto, bordo, falo muito mal Francês, mas tricotar são outros 500.
Com minha maluquice cotidiana, sempre penso que preciso aprender logo, quando ficar velhinha, precisarei de um passatempo. Apesar de que Arquiteto não se aposenta... obrigada Oscar!
É, estou ou SOU vintage, não de brechós ou sebos porque minha rinite não permite, mas tenho um certo apreço por objetos e ornamentos com cara de Vó. Das minhas próprias, acabo filando algumas coisitchas, tanto por achar lindas, quanto pelo valor sentimental.


Valorizo o trabalho manual, gosto de aprender e admiro quem vive desse prazer. Exige imensa dedicação e monetariamente não é compatível.
Como o desenho à mão livre, que virou artigo de Luxo em escritórios de Arquitetura, os artigos handmade vem assumindo também esse papel. Posto merecido.
Na composição de ambientes, vemos mantas artesanais colorindo e cobrindo sofás, dobradinhas em recamier, ou para apenas decorar o pé da cama. Em DayBeds na varanda, ou no campo, é sempre bom manter uma por perto. Acho chique demais, delicado.


     


Para minha filha peluda, Lola, que insiste em dormir no sofá da minha sala, comprei uma manta de bebê em tricot, bem molinha e quentinha. Protege meu Suede e é uma fofurice no décor.
Para minha lourinha, Manuela, temos a cerimônia do chá, bem antes de dormir.
Quando o papai não está, aproveitamos para nos grudarmos. Quando está, também! 
Achei tocante a iniciativa do Cabide Solidário em Curitiba, pendurando cabides nas árvores, vestidos por agasalhos doados e assim, disponíveis aos desabrigados.

 Campanha idealizada pelo Libélula Brechó em Curitiba.

Aqui em São Paulo sinceramente não sei se vingaria. Só não mudo para o Sul, porque a concorrência é forte, tem muita mulher bonita, bah...!
Deixando minhas brincadeiras de lado, aqui em Sampa existem muitas pessoas que distribuem sopas e alimentos pela madrugada o ano todo. Caso queira fazer parte do voluntariado, se informe na rede, subprefeituras ou organizações de bairro, certamente terá vaga para mais um.
Apoiar independe da situação econômica ou localização geográfica.
Você também pode ligar para a CAPE (Central de Atendimento Permanente e de Emergência) 11-3258-9449 ou 156 e notificar sobre algum morador de rua. Eles irão até o local indicado e encaminharão a pessoa para algum abrigo. Mas é uma oferta, o morador de rua que decide.
Nunca vou me esquecer que quando dormia na casa da minha Avó, certa vez, ela me contou que morria de vontade de levar um copo com leite quente para um morador de rua, que dormia nas noites de inverno na garagem de um estabelecimento comercial, em frente à casa dela. Ao longo daquela noite escutamos o som da tosse incessante daquele homem, com muita tristeza. A gente fica com medo de ajudar... é muito contraditório, me dá uma angústia!
Mas como minha Avó é uma mulher forte, não duvido que tenha encarado o desafio ou mandado meu Avô em seu lugar...rsrs
Se tricotar, tricote para alguém que ama ou que queira apenas confortar.
Não tricota, faça uma bebida quente e ofereça calor a quem precisa.
Caso não tenha habilidade ou oportunidade de ajudar, AGRADEÇA!!!

Acessem:

Acessem no Pinterest meu Board: Da Vovó!

Um beijo pro meu Pai, para minha Mãe e pra você!!

Camila

Camila Abbate | Arquitetura e Interiores
Rua Vahia de Abreu, 653 – Vila Olímpia
# 99593-1095


19 de julho de 2013

Fazendo arte na Cidade!


Olá meninas! ¿Cómo están
A temática da semana é Arte e suas diferentes formas de expressão.
Aliás, Dra. Camila Pedote, espetacular seu post de terça, inspirador! Amei!
Sempre achei muito chato interpretar Arte, gosto de ir à exposições e sentir a Arte. Sem pré-conceitos ou interpretações que na verdade não me convencem.
Quem me garante o que Picasso estava pensando,  e os guias insistem em explicar, quando criou determinada obra. Tudo bem, a gente pode tentar adivinhar situando a obra com o período político ou com qual esposa ele estava no momento, mas será?
Bom o que eu quero dizer é que você pode deixar a arte entrar e não precisa se preocupar em entender. Olhe, com olhos bem abertos.
Quando fazia faculdade, hace tiempo, a Faap recebeu a Cow Parade. Fiquei encantada! Que bacana a diversidade de expressões de cada artista em um mesmo campo.
Acertou o público de um jeito, que suas miniaturas viraram objeto de desejo de colecionadores e a renda é revertida para projetos sociais.
Nesse momento começou meu interesse sobre intervenções urbanas, desde o conhecido grafitado Beco do Batman na Vila Madá, aqui em São Paulo, até um casal de "doidos" que encapavam Prédios e elementos da Natureza com tecidos, pelo mundo.
Olhem só, só podem ser malucos beleza!!!

CHRISTO; JEANNE-CLAUDE. Parlamento Empacotado, 1971-95. Berlim

CHRISTO; JEANNE-CLAUDE. Costa Coberta, 1969. Little Bay, Austrália

CHRISTO; JEANNE-CLAUDE. Ilhas Contornadas, 1980-83. Miami

Olha o casal figura!! 

Não é deslumbrante o trabalho deles? Me sinto uma mosquinha quando me deparo com essas aberrações de beleza!!
Vou deixar vocês curtindo um pouco das imagens que selecionei, de inúmeras formas de comunicação, com apelo estético, cultural, político ou apenas humor.

               





  


Leia mais sobre: 
Cow Parade em:
Casal de "doidos" em:
Acesse meu Pinterest tem um Board chamado Dibujos.


Um beijo pro meu Pai, para minha Mãe e pra você!!

Camila

Camila Abbate | Arquitetura e Interiores
Rua Vahia de Abreu, 653 – Vila Olímpia
# 99593-1095